• Fim de ano: veja as condições das estradas e o melhor horário para viajar

    As estradas que ligam São Paulo às praias e ao interior devem ter movimento intenso neste final de ano. Com os feriados de Natal e Réveillon, a previsão é de que 2 milhões de pessoas deixem a cidade. O motorista deve ter atenção aos radares móveis, que devem voltar às estradas entre dezembro e janeiro. Quarenta e dois equipamentos serão instalados sobre tripés em locais incertos, quase invisíveis aos motoristas, nas rodovias do Estado. Veja a seguir algumas dicas para as principais estradas de SP:

    Sistema Anchieta-Imigrantes

    A Rodovia Anchieta liga a região metropolitana de São Paulo à Baixada Santista e é uma das vias de maior circulação de mercadorias e pessoas. Tem 55,9 km de extensão. A Rodovia Imigrantes vai de São Paulo a Praia Grande, no litoral sul paulista e tem 58,5 km de extensão.

    A Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, informa que entre os dias 20 e 26 de dezembro são esperados entre 340 e 490 mil veículos e na semana do Ano Novo a estimativa é de que entre 455 a 690 mil veículos sigam em direção às praias da Baixada Santista.

    Pedágio

    Diadema: R$ 1,60

    Eldorado: R$ 3,00

    Batistini: R$ 4,80

    Piratininga: R$ 21,20

    Sistema Anhanguera-Bandeirantes

    São algumas das mais bem conservadas rodovias brasileiras, e ligam a capital paulistana ao norte e noroeste do Estado. A Rodovia Anhanguera passa por Campinas, Ribeirão Preto, chegando até Igarapava. Já a Rodovia dos Bandeirantes vai até o município de Cordeirópolis e funciona como um elo entre dois grandes polos de exportação e importação do País, o Aeroporto de Viracopos e o Porto de Santos.

    Para o Natal, a concessionária CCR AutoBan estima a circulação de 1 milhão de veículos no sistema Anhanguera-Bandeirantes. Os picos de trânsito nas pistas estão previstos para o dia 20, das 15 às 20h, e dia 21, das 7 às 18h. No dia 23, das 14 às 19 horas e no dia 25 das 15 às 23 horas.

    No Ano Novo, o trânsito estimado é de 800 mil veículos. Horários de maior tráfego devem acontecer no dia 27 das 14 às 20 horas, no dia 28 das 7 às 19 horas, no dia 30 das 14 às 20 horas e no dia 1º das 15 às 23 horas.

    Obras na Rodovia Anhanguera serão suspensas entre os dias 22 e 25 de dezembro, e 29 e 2 de janeiro. Já na Rodovia dos Bandeirantes, os trabalhos para a instalação da 5ª faixa serão suspensos entre 24 e 26 de dezembro e 31 e 2 de janeiro.  Nos outros dias, segundo a concessionária, trabalhos não interferirão no tráfego.

    Pedágios – Anhanguera

    Norte (Capital – Interior)

    Perus: R$ 7,30

    Valinhos: R$ 7,20

    Nova Odessa: R$ 6,40

    Limeira: R$ 4,90

    Sul (Interior – Capital)

    Perus: R$ 7,30

    Valinhos: R$ 7,20

    Nova Odessa: R$ 6,40

    Limeira: R$ 4,90

    Pedágios – Rodovia dos Bandeirantes

    Sul (Interior – Capital)

    Caieiras: R$ 7,30

    Itupeva: R$ 7,20

    Sumaré: R$ 6,40

    Limeira: R$ 4,90

    Norte (Capital – Interior)

    Campo Limpo: R$ 7,30

    Itupeva: R$ 7,20

    Sumaré: R$ 6,40

    Limeira: R$ 4,90

    Sistema Castello-Raposo

    Cerca de 1 milhão e 300 mil veículos devem trafegar pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares durante o fim de ano. A Castello, com mais de 300 km de extensão, liga a região metropolitana de São Paulo ao Oeste Paulista, indo do Cebolão até Santa Cruz do Rio Pardo. Já a Raposo vai da cidade de São Paulo até a divisa com o Estado de Mato Grosso do Sul, com 654 km, passando por Cotia, Ourinhos e Presidente Prudente.

    No Natal, a concessionária CCR ViaOeste prevê horários de pico entre 16h às 23h na sexta-feira, 20, sentido interior, e 7h às 15h (sentido Interior) no sábado, 21. Na quarta-feira, 25, de 16h às 22h, sentido capital. No Réveillon, há previsão de trânsito intenso para os mesmos horários na sexta-feira, 27, sábado, 28 e quarta-feira, 1º. Obras que pudessem provocar paralisações na pista serão suspensas de sexta-feira, 20, às 12h até o dia 2 de janeiro.

    Pedágios – Rodovia Castello Branco

    Capital (Leste)

    Itu: R$ 9,00

    Barueri: R$ 3,30

    Interior (Oeste)

    Itapevi: R$ 6,60

    Osasco: R$ 3,30

    Pedágios – Rodovia Raposo Tavares

    Capital (Leste)

    Alumínio: R$ 6,60

    Araçoiaba: R$ 3,00

    Interior (Oeste)

    São Roque: R$ 7,20

    Araçoiaba: R$ 3,00

    Rodovia Fernão Dias

    Liga a Grande São Paulo à Grande Belo Horizonte e tem 1181 km de extensão. Deve receber cerca de 400 mil veículos no sentido norte e aproximadamente 210 mil no sentido sul na saída para o Natal. Na saída para o Réveillon, a previsão é de que 310 mil veículos passem pela rodovia no sentido norte e 215 mil no sentido sul. Durante o fim de ano, as obras serão paralisadas.

    Pedágios

    Os oito pedágios ao longo da rodovia custam R$ 1,50. Os pontos de pedágio ficam em Cambuí, São Gonçalo do Sapucaí, Carmo da Cachoeira, Santo Antonio do Amparo, Carmópolis, Mairiporã de Minas e Itatiaiuçu.

    Rodovia Presidente Dutra

    Liga os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro e é considerada a rodovia mais importante do País. Segundo a concessionária que administra a rodovia, cerca de 265 mil veículos devem deixar São Paulo pela Via Dutra entre a zero hora de sexta-feira, 20, e a meia-noite de sábado, 21. Saindo do Rio, a estimativa é de que cerca de 242 mil veículos passem pela via no mesmo período. No período do Ano Novo, cerca de 270 mil veículos devem deixar São Paulo e cerca de 226 mil veículos devem utilizar a rodovia partindo do Rio.

    Pedágios

    SP – Rio

    Arujá: R$ 2,50

    Guararema Norte: R$ 2,50

    Jacareí: R$ 4,50

    Moreira César: R$ 10,10

    Itatiaia: R$ 10,10

    Viúva Graça: R$ 10,10

    Rio – SP

    Viúva Graça: R$ 10,10

    Itatiaia: R$ 10,10

    Moreira César: R$ 10,10

    Jacareí: R$ 4,50

    Guararema Sul: R$ 2,50

    Arujá: R$ 2,50

    Rodovia Tamoios

    Liga São José dos Campos a Caraguatatuba e é usada como opção pelos que vão para o litoral norte de São Paulo. No último feriado prolongado de 15 de Novembro, a rodovia registrou um congestionamento que chegou até a outra rodovia de mesmo sentido, Oswaldo Cruz, e motoristas gastaram até 12 horas para chegar ao litoral. A estrada, que está sendo duplicada, não parou as obras. Para o fim do ano, a duplicação será suspensa.

    A rodovia irá operar em pista dupla, sem obras no percurso. Entre os km 11 e 60, a Tamoios contará com duas faixas de rolamento e acostamento por sentido. A expectativa é de que 463 mil veículos utilizem a rodovia (190 mil durante o Natal e 273 mil no Ano Novo). As obras no último trecho em fase de conclusão (km 26 ao km 28) serão retomadas em 6 de janeiro e têm previsão de conclusão para 15 de janeiro.

    Os horários de pico previstos são entre 7h e 12h na sexta-feira, 20, e 7h e 24h no sábado, 21. Na quarta-feira, 25, entre 7h e 20h. No Ano Novo, o trânsito deve estar complicado de sexta-feira, 27, a terça-feira, 31, durante todo o dia.

    A rodovia não tem pedágio.

    Corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto

    Começa no fim da Marginal do Tietê e se estende por 69 km até o município de Guararema (onde conflui com a Rodovia Presidente Dutra) e se estende pela Rodovia Carvalho Pinto até Taubaté. A Ecopistas espera tráfego de mais de 3 milhões de veículos, rumo a cidades do Alto Tietê, Vale do Paraíba, Litoral Norte e Rio de Janeiro.

    Não há previsão de obras que prejudiquem o trânsito no corredor. A rodovia Carvalho Pinto prevê uma faixa reversível, em caso de muito tráfego, para motoristas que se dirigem a Campos do Jordão e sul de Minas Gerais, entre os km 128 e 130 e entre os km 93 e 96.

    Pedágios

    Itaquaquecetuba: R$ 2,70

    Guararema: R$ 2,60

    São José dos Campos: R$ 2,50

    Caçapava: R$ 2,00