• Sam Alves é o vencedor do ‘The Voice Brasil’: ‘Espero poder ir além’

    Sam Alves é a “nova voz do Brasil”. Com 43% dos 29 milhões de votos do público, o cearense de 24 anos, do time de Claudia Leitte, venceu na noite desta quinta-feira (26) a segunda temporada do reality show “The Voice Brasil“. As porcentagens obtidas por Pedro Lima (Time Lulu Santos), Lucy Alves (Time Carlinhos Brown) e Rubens Daniel (Time Daniel), que também disputavam a final, não foram divulgadas.

    Com o título, Sam ganha um contrato com a gravadora Universal Music, gerenciamento de carreira, R$ 500 mil e um carro zero quilômetro.

    “Sou grato por cada momento e grato ao Brasil por ter votado em mim! Não esperava nada do que está acontecendo agora”, diz o cantor, em entrevista aoPurepeople. “Espero poder ir além do ‘The Voice’ e fazer isso pelo resto da vida. Isso depende das escolhas e decisões que tomarei agora. Algo que terei que fazer com muita sabedoria”, completa.

    Sam Alves chegou à final desta quinta-feira com status de favorito. Para o espetáculo, realizado em uma casa de shows do Rio de Janeiro, ele preparou dois números. Sozinho, o vencedor do “The Voice Brasil” entrou no clima natalino e cantou “Hallelujah”, canção de Leonard Cohen, em português e inglês. Depois o artista voltou ao palco com a técnica Claudia Leitte para fazer um dueto de “A Camisa e o Botão”, sucesso da cantora.

    A parceria com Claudia, Sam pretende repetir fora do reality show. “Eu amo a Claudinha. Ela é sensacional e uma pessoa muito amorosa. Ela traz uma luz quando entra, cumprimentando a todos e sorrindo. Tenho muita vontade de poder trabalhar mais com ela”, projeta o jovem para o futuro.

    E Sam Alves garante estar preparado pelo o que vem pela frente. A sina de que vencedores de realities shows não fazem sucesso no Brasil o assusta, mas não o desanima. “Tenho medo do futuro em geral, mas coloco nas mãos de Deus. Sei que tudo na vida acontece por uma razão e para um propósito”, avalia.

    Vencer a segunda temporada do “The Voice Brasil” vem coroar sua trajetória de superação pessoal. Em abril deste ano, Sam participou do “The Voice”, dos Estados Unidos, país onde cresceu, mas foi reprovado ainda nas audições às cegas.

    Ele cantou “Feeling Good”, de Michael Bublé, e nenhum técnico virou a cadeira. Shakira, ao descobrir que ele era brasileiro, ficou visivelmente arrependida de não ter o escolhido, mas já era tarde. “Como já tinha sido eliminado uma vez, fiquei preocupado de acontecer o mesmo novamente Brasil. Felizmente, dessa vez, deu tudo certo”, comemora, feliz.